Conheça os principais sintomas de distúrbios hormonais em homens

Confira os sintomas dos distúrbios hormonais em homens e veja se é necessário procurar um urologista!

 

Quando homens estão reclamando muito de cansaço e com constante irritabilidade, isso pode ser um alerta. Se somado a isso, o interesse sexual já não se faz tão presente, pode ser a hora de procurar um médico urologista e verificar são casos de distúrbios hormonais em homens.

A redução dos níveis hormonais em homens é um distúrbio chamado de deficiência androgênica, que já foi mais conhecido como andropausa. Por ser muito diferente da menopausa das mulheres, essa nomenclatura foi abolida, sendo oficialmente chamada de deficiência androgênica.

Separamos então algumas informações valiosas para você conhecer mais a fundo sobre os distúrbios hormonais em homens. Vamos lá?

 

Entendendo sobre distúrbios hormonais em homens

O distúrbio chamado deficiência androgênica, comparado à menopausa das mulheres, possui uma incidência bem menor e bem menos “violenta” em homens. Tal deficiência também pode acontecer em homens jovens, mesmo que raramente, e nem todos os homens mais maduros a desenvolvem.

As doenças que afetam diretamente os testículos (câncer e problemas na hipófise, por exemplo) são as causas dominantes dos distúrbios hormonais em homens. Mas, então, quais são as características mais marcantes da deficiência androgênica? Veremos a seguir:

 

Características da deficiência androgênica

A baixa na produção do hormônio testosterona, no organismo masculino pode ser considerada a principal característica. Porém, temos algumas consequências com essa queda. Que são:

  • Massa muscular reduzida;
  • Força muscular reduzida;
  • Ganho de gordura visceral;
  • Memória comprometida;
  • Funções cognitivas comprometidas;
  • Disfunção erétil e
  • Depressão.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Urologia dizem que 20% dos homens terão déficit de testosterona depois dos 40 anos de idade. Outro dado interessante é que, a cada década vivida, homens diminuem 12% da sua produção de testosterona.

Prevenção da deficiência androgênica

Manter uma rotina de atividades físicas é uma ótima pedida para a prevenção da deficiência. Uma dieta saudável, com muito brócolis, frutas secas, linhaças, figo e outros alimentos que contribuem na regularização dos hormônios é outra dica valiosa.

Contudo, existem alguns fatores de risco:

  • Medicamentos e suplementos ricos em hormônios;
  • Anabolizantes;
  • Consumo de álcool em excesso;
  • Tabagismo;
  • Gorduras no sangue (as chamadas dislipidemias: colesterol e triglicérides);
  • Diabetes;
  • Hipertensão e 
  • Obesidade.

Tratamento de distúrbios hormonais em homens

Assim que apresentados os sintomas acima, não deve ser exitada a procura por um médico especialista. A avaliação, levando em conta a idade e os hábitos cotidianos de cada paciente, é feita por meio de exames de sangue que dirão como estão os níveis de hormônio. A partir daí o médico saberá se é necessário ou não o tratamento.

Normalmente, o tratamento consiste em reposição de testosterona por meio de injetáveis ou até mesmo aplicação de loções em gel na pele do paciente. Assim, se reestabelecem os níveis hormonais considerados normais para o organismo.

 

RICARDO BECK REPRODUÇÃO HUMANA

A clínica Ricardo Beck é especializada em Fertilização in vitro, Inseminação intrauterina, teste pós-coital, congelamento de óvulos e embriões, doação de óvulos, transferência intratubária de gametas (GIFT), aspiração espermática (PESA, TESA, TESE, MESA), punção de epidídimo – vasectomizados e biópsia embrionária. 

Clique aqui para conhecer mais sobre a clínica e agendar sua consulta!