Útero retrovertido: o que é e como pode influenciar na gravidez

Saiba mais sobre o útero retrovertido.

De acordo com estudos, cerca de 15 a 25% das mulheres apresentam o útero retrovertido. 

Na maioria das mulheres, o útero nasce para frente, inclinado sobre a bexiga. Nas mulheres com o útero retrovertido, ele nasce para trás, com o fundo virado para a coluna vertebral.

Essa alteração não é um problema, e nem é considerado uma doença. Significa apenas que o útero está mais próximo do intestino do que da bexiga.

ÚTERO RETROVERTIDO X GRAVIDEZ

O útero não é um órgão fixo, podendo se movimentar em algumas circunstâncias. Durante a gravidez, ele sai de seu local de origem, cresce e ocupa toda a pelve. Portanto, não faz diferença se ele estava voltado para frente ou para trás.

Geralmente as mulheres só descobrem que têm quando passam por um exame de ultrassom de rotina. E não são necessários cuidados especiais durante a gestação ou no parto.

ÚTERO RETROVERTIDO X FERTILIDADE

Apesar de não haver uma redução significativa da fertilidade, a posição do colo do útero pode alterar um pouco as chances de gravidez natural. Mas essa interferência é muito pequena.

TRATAMENTO PARA O ÚTERO RETROVERTIDO

Na maioria dos casos não é necessário nenhum tratamento, mas em algumas mulheres que sofrem de endometriose, esse fenômeno pode tornar o tratamento mais complicado, se atingir o septo reto-vaginal.

Quando o útero retrovertido causa sintomas intestinais, como dor ou dificuldade para evacuar, pode ser realizada uma cirurgia para mudar sua posição.

RICARDO BECK REPRODUÇÃO HUMANA

A clínica Ricardo Beck é especializada em Fertilização in vitro, Inseminação intrauterina, teste pós-coital, congelamento de óvulos e embriões, doação de óvulos, GIFT (Transferência intra tubária de gametas, aspiração espermática (PESA,TESA, TESE, MESA), Punção de epidídimo – vasectomizados e Biópsia embrionária.

Agende uma consulta!